I
n
s
c
r
e
v
a
-
s
e
Boas Vindas

Notícias

Estudo avalia eficácia de programa escolar de prevenção ao uso de drogas entre estudantes adolescentes da Holanda.

Estudo sobre o consumo de álcool, tabaco e maconha realizado na Holanda com estudantes buscou avaliar a eficácia do programa Escola Saudável e Medicamentos (programa holandês de prevenção escolar para adolescentes precoces).

Os pesquisadores, vinculados ao Instituto de Ciências Comportamentais da Radboud University Nijmegen (Países Baixos), aplicaram questionários digitais estruturados em 3784 estudantes entre 11 e 15 anos matriculados em 23 escolas secundárias em dois momentos: antes da intervenção e aos 32 meses de acompanhamento. As principais medidas de conclusão foram novas incidências de álcool (prevalência em tempo de vida e um mês), tabaco (prevalência em tempo de vida e um mês) e uso de maconha (prevalência em tempo de vida).

Dessa forma, o resultado inicial não indicou impacto significativo do programa Escola Saudável e Medicamentos sobre a incidência do consumo de álcool, cigarro e maconha entre os estudantes adolescentes, o que pode indicar que o programa é ineficaz ou que está implementado inadequadamente, o que pode ser corrigido e analisado em novo teste.

Apesar de o estudo apresentado indicar que o programa holandês não obteve os resultados positivos esperados, no Brasil há diversos programas semelhantes que vem obtendo bons resultados na prevenção e na reabilitação do uso de substâncias químicas na adolescência. E você poderá conhecer alguns destes estudos nacionais e seus resultados no Concriad 2018.

 

Prevenção do uso de drogas na infância e Adolescência é tema de curso no Concriad 2018

No curso "Programas Eficazes na Prevenção de Drogas na Infância e Adolescência", a psicóloga Maria de Fátima Rato Padin mostrará diferentes programas governamentais de prevenção do abuso de substâncias na adolescência e sua eficácia. Nessa área em que a eficiência pode estar distante de eficácia, a pesquisadora traz exemplos como o Programa de Prevenção às Drogas do Governo Federal que, ao invés de adiar ou evitar o primeiro uso de substâncias psicoativas, aumentou em 30% o risco o uso pela primeira vez entre os estudantes, em comparação ao registrado entre alunos não expostos ao projeto, que acabou sendo suspenso pelo Ministério da Saúde. No curso, a psicóloga mostrará como este e outros projetos podem ser eficazes ou não na prevenção ao uso de drogas na adolescência.

Confira toda a programação e garanta o seu lugar!

 

Saiba mais:

Fonte: PubMed.gov:  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24612164

Nota: o conteúdo pode ser editado para estilo e comprimento.