I
n
s
c
r
e
v
a
-
s
e
Boas Vindas

Notícias

Psiquiatria da infância e da adolescência: guia para iniciantes

Publicação aproxima psiquiatria na infância e adolescência de não especialistas

Com o objetivo de aproximar não especialistas da psiquiatria na infância e adolescência, a Sinopsys Editora lança a publicação "Psiquiatria da Infância e Adolescência: Guia para Iniciantes". Organizada por Bruno Coêlho, Juliana Pereira, Tatiana Assumpção e Geilson Santana Jr., a obra conta com a colaboração de mais de 40 profissionais especializados no tema, entre eles nomes como o de Franscisco Assumpção Jr. e Evelyn Kuczynski, autores do Tratado de Psiquiatria da Infância e Adolescência. 

Para um dos organizadores, o psiquiatra Bruno Coêlho, a grande virtude do livro é ser direcionado a não especialistas, tanto médicos, quanto não médicos, com uma abordagem diferenciada, mais didática e focada em questões práticas da especialidade. "Trazer o tema para profissionais de outras especialidades da medicina que lidam com crianças, como também da psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, entre outros, é muito importante, especialmente quando se avaliado ponto de vista da carência de psiquiatras especializados na infância e adolescência", ressalta Coêlho, acrescentando que o Brasil tem menos de 300 psiquiatras habilitados em pedopsiquiatria e que a grande maioria dos profissionais está concentrada nos grandes centros urbanos.

Apoio

Segundo o também psiquiatra e organizador do livro, Geilson Santana, os não especialistas cumprem um papel-chave, servindo a linha de frente no atendimento de crianças e adolescentes sem acesso aos pedopsiquiatras. "Com o conhecimento do tema através do livro, eles poderão desempenhar um papel significativo no reconhecimento dos transtornos mentais, no atendimento dos casos menos complexos e no encaminhamento dos quadros mais graves", aponta Santana, acrescentando que o quadro se torna ainda mais importante pelo fato de que mais de 10% dos jovens sofre de algum transtorno emocional ou comportamental.  

Abordagem

Outro grande destaque do livro, segundo Coêlho, é a abordagem. Segundo ele, a publicação busca quebrar o paradigma de que criança não sofre de transtornos psiquiátricos. "A primeira coisa é falar da criança normal, para quebrar esse estigma e ajudar esses pacientes", conta. 

Entre os temas tratados na publicação estão desenvolvimento normal da criança, epidemiologia dos transtornos mentais, principais síndromes psiquiátricas, diagnósticos de espectro autístico, déficitde atenção e hiperatividade, suicídio, bullying, sexualidade, tratamento psicofarmacológico na infância e na adolescência, entre outros. Merece destaque a sessão interdisciplinaridade, na qual é abordado o tratamento conjunto da criança e adolescentes por várias especialidades.

Mais informações sobre o livro no site http://www.sinopsyseditora.com.br/categoria/livros/, local onde a obra pode ser adquirida ou pelo fone:  51 3066.3690.