I
n
s
c
r
e
v
a
-
s
e
Boas Vindas

Notícias

Educação contra homofobia pode reduzir risco de suicídio.

 Escolas com intervenções anti-homofóbicas explícitas, como alianças entre gays e heterossexuais, podem reduzir as chances de pensamentos e tentativas de suicídio, tanto entre a minoria sexual quanto entre estudantes heterossexuais, de acordo com estudo da Universidade de British Columbia, no Canadá.

   Alianças gays e heterossexuais são clubes liderados por estudantes que visam tornar a comunidade escolar um lugar mais seguro para todos os alunos, independentemente da sua orientação sexual. Seus membros incluem lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros (LGBT) e seus aliados heterossexuais.

   "Sabemos que os alunos LGBT estão em maior risco para o suicídio, em parte porque eles são mais frequentemente alvo de assédio moral e discriminação", diz Elizabeth Saewyc, principal autora do estudo e professora da Escola de Enfermagem da UBC. "Mas os estudantes heterossexuais também podem ser alvo de bullyinghomofóbico. Quando as políticas e programas de apoio, como estas alianças, estão no local o tempo suficiente para mudar o ambiente da escola é melhor para a saúde mental dos estudantes , não importa qual a sua orientação."

   Os jovens LGBT e estudantes heterossexuais em escolas com políticas anti-homofobia e alianças entre as populações tiveram menor chance de discriminação, pensamentos suicidas e tentativas de suicídio, principalmente quando ambas as estratégias foram decretadas, ou quando as políticas e as alianças estava em vigor há três anos ou mais.

   Publicado no Jornal Internacional da Criança, Juventude e Estudos da Família e financiado pelos Institutos Canadenses de Pesquisa em Saúde, o estudo baseou-se em dados do Inquérito de Saúde do Adolescente British Columbia para testar a relação entre as políticas e programas escolares para evitar discriminação sexual devido à percepção ou orientação e os pensamentos e tentativas de suicídio.

   O estudo utilizou dados da Pesquisa British Columbia Adolescent Health 2008 realizada pelo Centro McCreary Society entre as séries 8 a 12, que envolveu 21.708 alunos. Distritos escolares participantes representam 92% dos alunos matriculados em toda a província. Um em cada cinco estudantes frequentava escolas com políticas anti-homofóbicas e um em cada três frequentava escolas com alianças gays e heterossexuais. Sessenta por cento dos alunos estavam em escolas com nenhum dos dois.

FONTE: University of British Columbia. (2014, January 21). Gay-straight alliances in schools reduce suicide risk for all students. Science Daily. Retrieved January 27, 2014 from www.sciencedaily.com/releases/2014/01/140121131038.htm