I
n
s
c
r
e
v
a
-
s
e
Boas Vindas

Notícias

Os bebês podem pensar de forma abstrata antes de poderem falar

A capacidade analógica - ver as relações comuns entre objetos, eventos ou ideias - é uma habilidade fundamental que subjaz à inteligência humana e diferencia os seres humanos dos outros primatas. Embora não haja evidências consideráveis ​​de que crianças pré-escolares podem aprender relações abstratas, continua a ser uma questão em aberto se os bebês também o poderiam. Em um novo estudo da Northwestern University, os pesquisadores descobriram que as crianças são capazes de aprender as relações abstratas entre igual e diferente apenas após alguns exemplos.

"Isto sugere que uma chave de habilidade para a inteligência humana está presente desde muito cedo no desenvolvimento humano, e que as competências linguísticas não são necessárias para se aprender relações abstratas", disse Alissa Ferry, que conduziu a pesquisa da Northwestern.

Para traçar as origens do pensamento relacional em recém-nascidos, os investigadores testaram se bebês de 7 meses de idade poderiam compreender a relação mais simples e básica abstrata - a da uniformidade ou da diferença entre duas coisas. Foram mostrados aos bebês pares de itens que eram ou os mesmos - dois bonecos Elmo - ou diferentes - um Elmo e um brinquedo de camelo - até que eles parassem de olhar.

Na fase de teste, os lactentes pareciam permanecer mais tempo olhando pares que mostravam a relação nova, mesmo quando os pares de teste foram compostos de novos objetos. Ou seja, crianças que tinham aprendido a mesma relação permaneciam mais tempo em pares de teste que mostraram a relação diferente, e vice-versa. Isto sugere que as crianças tinham codificado quando a relação havia se alterado.

"Descobrimos que as crianças são capazes de aprender essas relações", disse Ferry, agora fazendo uma pesquisa de pós-doutorado na Escola Internacional de Estudos Avançados, na Itália. "Além disso, os bebês apresentam os mesmos padrões de aprendizagem como as crianças mais velhas e adultas - o benefício da aprendizagem relacional de ver vários exemplos é impedido quando a atenção é atraída para os objetos individuais que compõem a relação."

Susan Hespos, coautora do estudo e professora associada de psicologia na Weinberg Faculdade de Artes e Ciências de Northwestern, disse: "Nós mostramos que as crianças podem formar relações abstratas antes de aprender as palavras que descrevem as relações, o que significa que a aprendizagem relacional em humanos não requer linguagem e é uma habilidade humana fundamental."

Dedre Gentner, também coautora do estudo e professora de psicologia na Weinberg, disse: "As crianças em nosso estudo foram capazes de formar relações abstratas de igual ou diferente depois de verem apenas 6-9 exemplos. Parece que a aprendizagem relacional é algo no qual os seres humanos, mesmo os muito jovens, são muito melhores do que outros primatas."

Fonte: Universidade Northwestern. (2015, 26 de maio). Babies can think before they can speak. Science Daily . Acessado em 09 de junho de 2015 a partir de www.sciencedaily.com/releases/2015/05/150526140601.htm