I
n
s
c
r
e
v
a
-
s
e
Boas Vindas

Notícias

Televisão e outros equipamentos eletrônicos no quarto das crianças estão ligados a problemas de sono e obesidade.

Crianças que tem contado com o brilho de uma TV ou computador durante a noite não descansam o suficiente e sofrem de hábitos de vida precários, revelou uma nova pesquisa da Universidade de Alberta.

Uma pesquisa em toda a província de alunos da 5ª série em Alberta mostrou que apenas uma hora de sono adicional diminuiu as probabilidades de sobrepeso ou obesidade em 28% e 30%, respectivamente. Crianças com um ou mais dispositivos eletrônicos no quarto - TVs, computadores, videogames e celulares - também eram muito mais propensos a ter excesso de peso ou obesidade.

"Se você quer que seus filhos durmam melhor e vivam um estilo de vida mais saudável, tire a tecnologia do quarto", disse o co-autor Paul Veugelers, professor da Escola de Saúde Pública da Canadian Research Chair in Population Health e Alberta Innovates - Health Solutions Health Scholar.

Veugelers, diretor da Unidade de Pesquisa de Intervenção em Saúde da População, que trabalha com o Projeto Alberta Promovendo Vida Ativa e Alimentação Saudável (APPLE Schools), disse que a pesquisa é a primeira a conectar os pontos sobre a relação entre sono, dieta e atividade física entre crianças.

Quase 3.400 alunos da 5ª série foram questionados sobre seus hábitos de sono noturnos e acesso à eletrônica através da pesquisa REAL Kids Alberta. Metade dos alunos tinha uma TV, DVD player ou console de videogame no quarto, 21% tinham um computador e 17% tinham um ceular. 5% dos alunos tinham todos os três tipos de dispositivos.

Cerca de 57% dos alunos relataram usar eletrônicos depois da hora de dormir, com assistir TV e filmes sendo a atividade mais popular. 27% dos alunos participam de três ou mais atividades após a hora de dormir.

Os pesquisadores descobriram que os estudantes com acesso a um dispositivo eletrônico tinham 1,47 vezes mais probabilidade de ter excesso de peso que as crianças sem dispositivos no quarto. Isso aumentou para 2,57 vezes para crianças com três dispositivos, com resultados semelhantes relatados entre crianças obesas.

Mais sono também leva a uma atividade física significativamente maior e melhores escolhas de dieta, descobriram os pesquisadores.

A co-autora Christina Fung observou que as crianças hoje não dormem tanto quanto as gerações anteriores, com dois terços não recebendo as horas recomendadas de sono por noite. Além de hábitos de vida saudáveis, uma boa noite de sono foi associada a melhores resultados acadêmicos, menos transtornos de humor e outros resultados positivos para a saúde, disse ela. "É importante ensinar estas crianças mais cedo e ensinar-lhes hábitos saudáveis ​​quando são mais novos."

A pesquisa foi publicada em setembro pela revista Pediatric Obesity, em um lançamento on-line. A avaliação da REAL Kids Alberta foi financiada através de um contrato com a Alberta Health.

 

Referência:

https://www.sciencedaily.com/releases/2012/10/121022145344.htm

H. Chahal, C. Fung, S. Kuhle, P. J. Veugelers. Availability and night-time use of electronic entertainment and communication devices are associated with short sleep duration and obesity among Canadian children. Pediatric Obesity, 2012; DOI: 10.1111/j.2047-6310.2012.00085.x